sábado, janeiro 29, 2011

Selinhos e Desafio!

_________________________________________________________________________
Os primeiros selinhos a gente nunca esquece!
Então, vou dar uma passadinha rápida por que o Lendo Mentes acaba de receber seus primeiros selinhos. E quem nos indicou o primeiro foi a fofa da Poiison Giirl do Tijolinha, books e fanfics. Foi uma surpresa muito agradável! Muito obrigada!!!


Regras:

1 - Dizer o que achou do selinho
Eu o achei mesmo muito fofo! Que garotinha mais bonitinha não? E gosto do selo em si também. Meu blog é uma gracinha!! *o*
2 - Indicar 10 blogs para receber
No final do post.

3 - Avisar os Indicados
Assim que eu terminar o post.
4 - Linkar a pessoa que te indicou
Poiison Giirl - Tijolinha, books e fanfics 
5 - Exibir o selinho no seu blog
Feito!


Os selos a seguir nos foram indicados pela Lary! A Lary que é uma florzinha e que já está em meu coração. Te adoro fofa!!! s2 

Escrever 11 coisas que você deseja fazer em 2011:
1 - Continuar cursando veterinária;
2 - Passar mais tempo com meus pais;
3 - Comprar o IPhone 4;
4 - Comprar todos os livros que eu quero;
5 - Me mudar;
6 - Viajar para o exterior;
7 - Viver novamente com meu cachorro;
8 - Ter um estágio remunerado;
9 - Comprar um nintendo Wii vermelho;
10 - Maneirar no cartão de crédito;
11 - Ficar noiva. 


Regras:

1 - Postar a foto do selinho.


2 - Responder as questões.

3 - Indicar quantos blogs quiser.

1 - Qual a melhor parte de ser blogueiro(a)?
Conhecer pessoas. As vezes por gostarem das mesmas coisas que você. As vezes por não gostarem. Ou simplesmente por que comentaram. Ou as pessoas que se conhece pelas parcerias. É tudo muito bonito e cativante. Eu adoro isso. Eu adoro essas pessoas.

2 - O que levou você a ter um blog?
 Essa é facil. Eu não sei exatamente o que me levou a isso. Eu simplesmente estava cansada de sair por ai e ver a forma como as pessoas falavam das coisas. Cheio de dedos demais pro meu gosto. Então, ao invés de reclamar, fui lá fazer do meu jeito.

3 - O que deixa você mais feliz em relação ao seu blog? 
Poder falar. Acho que é isso acima de tudo. Eu gosto quando o pessoal comenta. Dá um friozinho na barriga. Gosto ainda mais quando quem comenta é alguem que diz que vai ler/ver alguma coisa que eu disse ser boa. Ou que desistiu por que eu disse que é ruim. Mas eu gosto mesmo é de falar. Na vida off line eu não tenho alguem que me escute. Mas aqui eu posso falar. Se alguem vai ler é por que se interessou. Se não for ler também tudo bem. Mas passar o que se quer falar mesmo que seja para uma folha/tela já alivia.

4 - Qual a sua opinião sobre o blog que te indicou?
Essa é facil. É o blog da Lary. Ela simplesmente transborda talento e isso se reflete no blog dela. Sem contar a pessoa maravilhosa por trás da coisa. Impossivel não gostar. Todo mundo devia ir lá dar uma olhada se não acredita em mim. O blog é muito bem feito e super fofo.
Anda, vão logo lá. -----> Addictive World


Regras:

Indicar 10 blogs:

No final do post.

Conte Um Sonho Que Você Tem:

Viver confortavelmente da Veterinária.

Uma frase que te veio agora na cabeça:

É preciso ser cruel para ser bom na medida certa.

Seu Maior Medo:

Perder meus pais.

Um Livro Que Você Leu E Ficou Sonhando:

Amante Revelado - Zsadist tem frequentado meus sonhos e os tornado HOT HOT HOT- Como eu tenho detestado! not *o*

Seu Melhor Amigo:

Cláudio. Que por acaso também é meu namorado.

Uma Musica que Te Faz Sonhar:

Íris - Goo Goo Dolls


Você Tem um Amuleto?

Eu uso uma correntinha de prata com um pingente de gatinha de madrepérola que eu gosto de acreditar que me dá sorte e que eu não tiro por nada.

Conte Um Sonho que Você Teve E Ficou com Medo:

Bom, eu sempre sonho com o rosto da minha avó no momento do velório dela. Ela era como uma mãe para mim e isso é uma coisa que me assombra  bastante.

E agora, um COMBO: 

 




 And oscar goes to: 

___________________________________________________________________________________

Desafio Literário 2011 - 52 Semanas 52 Livros 



O Blog da Livia Delgado, Wishing a Book, propôs o desafio e eu resolvi participar. 
Um livro por semana em 2011.

Dificil? Sim. 

Mas não impossível.

Daí, quem quiser acompanhar os livros e o desafio eu vou atualizando por aqui onde eu posto o livro da semana e a quantas anda o desafio para mim. E no final faço um outro post com todos eles.
XD 


Desafio Literário - 52 livros em 52 semanas!
Primeira Semana - De 01 de Janeiro à 08 de Janeiro
- Calafrio - Maggie Atiefvater

Segunda Semana - De 09 de Janeiro à 15 de Janeiro
- A menina que roubava livros - Markus Zusak

Terceira Semana - De 16 de Janeiro à 22 de Janeiro
- Amante Eterno - J.R. Ward

Quarta Semana - De 23 de Janeiro à 29 de Janeiro
- Amante Desperto - J.R. Ward
- Academia de Vampiros - Beijada pelas Sombras - Richelle Mead


Quinta Semana - de 30 de Janeiro à 5 de Fevereiro
- Cidade dos Ossos - Cassandra Clare
 
Sexta Semana - de 06 de Fevereiro á 12 de Fevereiro
- Personal Demons - Lisa Desrochers

Sétima Semana - de  13 de Fevereiro á 19 de Fevereiro
- Fallen - Lauren Kate 

Oitava Semana - de 20 de Fevereiro á  26 de Fevereiro
- Interligados - Gena Showalter 

Vejo vocês depois meus jovens padauãs.
Matta ne! 
____________________________________________________________

sexta-feira, janeiro 28, 2011

Academia de Vampiros - O Beijo das Sombras - Richelle Mead


" - Você foi beijada pelas sombras! Você tem que tomar conta dela! Quanto mais Lissa usar essa magia, pior vai ficar. Impeça-a, Rose. Impeça-a antes que eles descubram e a levem embora também. Tire-a daqui. Salve-a de si mesma!
Os guardiões me explicaram depois que a professora não estava bem e que teria que ser levada para um lugar onde poderia se recuperar. Ela estaria segura e seria bem tratada lá, foi o que eles me asseguraram. Garantiram que iria se recuperar.
Só que ela não se recuperou."
_______________________________________ 
 

Como vão?
Eu, pessoalmente me sinto meio como o Mun-Há e a qualquer momento devo ter que pedir para transformarem minha forma decadente em algo um pouco melhor do que eu sou nesse momento.
Eu sei que não postei essa resenha ontem, como eu deveria ter feito já que sempre faço a resenha logo que termino em livro.
Mas eu tô cansada ok? E muito, muito mal humorada mesmo. E ainda não consegui parar de ler. E entre hoje e amanhã, talvez, vocês tenham a resenha de Cidade dos Ossos aqui também.

Indo direto ao que interessa, eu não gostei de Academia de Vampiros. Por várias razões, mais especialmente por duas especificas chamadas Rosemarie Hathaway e Vasilisa Dragomir. As duas são umas chatas.

Rose é uma grossa desbocada e dona da razão e Lissa é um mingau de aveia sem açucar. Fiquei muito decepcionada com elas.

E cada vez que eu tinha que ler a palavra "Dampiro".... Argh!!
Me dá até calafrios de asco. Sério mesmo. No inglês a palavra é Damphir. Eu honestamente não vejo nenhuma razão para eles terem aportuguesado a maldita palavra but-

Então, Richelle Mead criou aqui uma sociedade vampira baseada em uma estrutura totalmente nova e, adimito, completamente diferente de tudo o que se vê por ai. No centro dessa sociedade em que estão as familias da realeza, estão os Moroi. Moroi são vampiros de sangue puro, que se alimentam de sangue tanto de humanos quanto de Damphirs. Eles são o que importa para todos e a segurança deles é a coisa mais importante.
Damphirs tem o sangue meio humano meio Moroi. Mas também podem ter o sangue meio Damphir meio Moroi. Damphirs só podem ter filhos com Moroi, não podem ter filhos entre eles. Eles são extremamente importantes para os Moroi pois são seus guardiões e é a vida deles proteger os Moroi.
E temos os Strigoi. Esses são os vilões da história. Eles já foram Morois, Damphirs ou humanos que por algum motivo se corromperam, seja por vontade própria ou forçados através de contaminação. Strigoi tem a imortalidade, mas não podem sair ao sol e nem praticar magia por causa de sua natureza corrompida. Mas o que alimenta sua imortalidade é o sangue Moroi. Por isso eles os caçam e os matam.

E, sim;

Como você deve ter brilhantemente deduzido lendo a sinopse ali em cima, Rose é uma Damphir guardiã de Lissa, que além de Moroi faz parte de uma das doze familias reais governantes, tornando-a uma princesa. E as duas são, acima de tudo, grandes amigas.

E blá-blá-blá.

Na verdade me lembrou um pouco a série House of Night por causa da parada dos elementos. Só que em Vampire Academy todos os vampiros (Moroi) tem a capacidade de fazer magia com os elementos até se especializar especificamente com um. E isso nada tem haver com uma deusa. É simplesmente uma capacidade Moroi.

E eu sabia o tempo todo quem era o problema da parada. E isso ter se confirmado no final foi tão intensamente brochante que eu tive que rir pra não chorar. Quem foi que teve a coragem de declarar que essa saga surpreende pelas reviravoltas e pela ousadia?

HAHAHA

Só rindo.

Mas uma parte, infelizmente muito pequena, valeu a pena. Digo que é pequena por que não apareceu na quantidade que eu gostaria. Mas foi o suficiente para salvar o livro inteiro da total perdição. E essa parte se chama Dimitri Belikov.

*suspiro

Que russo! Santo Deus!! Ele é realmente apaixonante. E sabio. E lindo. E forte. E bom no que faz. E lindo. E capaz. E lindo. E... Já disse que ele é lindo?

Mas então. Adivinha só a ferrada? Sim, isso mesmo. Eu comprei o resto da série que lançou até agora no Brasil.
Ha!
Levei ferro de novo! Mas, ao menos, eu ainda vou ver o Dimitri de novo. Apesar de ter que aguentar doses cavalares de Rose e Lissa para ter a recompensa. É a vida, não é?

Ganha 3 estrelinhas. Por que é um romance adolescente meia boca, com histórinha fácil de entender e relativamente cansativa. E por que eu não gostei do que fizeram com a edição brasileira.
u_u

__________Citação

" - Você... Você se livrou rápido desse vestido - disse eu, com a respiração pesada. - Pensei que gostasse dele.
- Eu gosto - disse ele. Sua respiração estava tão pesada quanto a minha. - Eu adoro esse vestido.
E então ele me levou para a cama."
(Academia de Vampiros - Beijada pelas Sombras - p.272) 

Não se animem com a citação garotas. Não vale a pena se decepcionar.
Ja ne!
__________________________________________________________________________________

quarta-feira, janeiro 26, 2011

Amante Desperto - J.R.Ward


 "Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escrava de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva a beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela..."
____________________________________________ 



Sim, é exatamente o que parece. Estou em frenesi por leitura no momento.
O que quer dizer que virei aqui diariamente apesar de me custar muito pois poderia estar lendo;
u_U
Isso a parte, meu estado de zumbificação piora, fui dormir as 4 da manhã hoje e acordei as 7, por que queria saber o que aconteceria no maldito restante desse livro.
E Deus me proteja por que vai deixar sequelas.
Mas-
Por que vocês tem que aguentar isso mesmo?
 ...

Vamos ao que interessa.
Apesar de meu humor macabro, acabo de ter uma das experiências mais escandalosamente fantásticas da minha vida. Vi o rumo de uma série mudar COMPLETAMENTE diante de meus olhos, que nesse momento estão marejados por lágrimas de sono mas estou me sentindo plena.

Sério mesmo. A série podia ter acabo nesse volume que eu me sentiria como se tivesse alcançado o Nirvana.

Vou te dar três motivos para fundamentar meu extase e para você acreditar em mim. Concorde se quiser. Mas eu não duvidaria se fosse você;

Sabe como é, néh? Com grandes poderes vem grandes responsabilidades e eu não mentiria para vocês... Não muito, pelo menos.

1° - Esse volume conta a história de Zsadist, que por alguma razão era meu personagem favorito até agora. No "Amante Eterno", segundo volume da série um pedacinho da história de Z. começava a se desenrolar o que me deixou eufórica. Queria muito ler logo sobre a história dele. E definitivamente, foi uma delícia.
Sei que posso ter sido cega por estar lendo a história do meu personagem favorito. Mas foi tão lindo ver o crescimento dele bem diante de cada página.

A verdade é que a história do Zsadist é bem pesada. Ele sofreu abusos e não conheceu quem realmente era por 100 anos de sua vida. Mutilado e acostumado a dor, não come nenhuma comida que ele não tenha acompanhado o processo de preparação bem de perto. Não suporta ter contato com outras pessoas. E dorme no chão por não suportar o conforto de uma cama.

É claro que a raiva queima em meu estômago até agora por causa daquele bando de musculosos cegos que são todos os irmãos. Eu tive que ter um bocado de paciência. É horrivel quando só você encherga a verdade. Você tem vontade de gritar e bater em alguma coisa. A injustiça com Zsadist comeu solta.

Wrath pode alegar cegueira, mas os outros definitivamente não. Nenhum deles pareceu querer olhar de perto para ter certeza.

Devo comentar que estou emocionalmente desgastada. Sério. Tive frio na barriga, ri, chorei. Junte-se isso ao fato de que quero ler sem parar a três dias, o que me impede de namorar, comer e dormir e - voilá - Batman, temos um problema.

Zsadist se consolidou como meu personagem favorito. O que me fez perder completamente o interesse no restante da Irmandade inteira. E consequentemente na continuação da série. O que me faz pensar que J.R.Ward deveria ter guardado a melhor história para o final.

Ou talvez não. Por que iria querer ler tudo de uma vez até chegar ao Zsadist logo e iria morrer no processo com um choque anafilático.
XD
O problema disso é que me sinto saciada agora e nem um pouco compelida a comprar o próximo volume.

2° - Te desafio a ler esse volume e achá-lo previsivel. Muita coisa muda a partir daqui e alguns personagens se tornam ainda mais misteriosos. Eu eternizo Zsadist como meu favorito e pela primeira vez me desgosto de um dos irmãos. Phury.
¬¬
Ódio dele.
Engraçado, por que normalmente tenho queda pelos caras com "mania de herói".

Vou dar um tipico spoiler que não é spoiler.
Um personagem semiimportante morre!
XD

Tem jeito de um personagem semiimportante existir? Melhor ainda, existe a palavra "semiimportante"?

E caramba! Para alguem que adora ver um bom relacionamento Lemon assim como eu, vai adorar ver as coisas por aqui. Vishious e Butch encenaram um momento tão OMG! que eu fiquei de quixo caído. E como o Phury já tinha feito umas insinuações sobre isso... Bem, sei que não tem esperanças, mas mesmo assim! *o*

3° - Nesse volume da série tudo é muito justificável apesar de nada ser o que parece. As razões do vilão agora são por motivações reais, apesar de delirantes. As razões de Zsadist para não querer ficar com Bella são mais do que perfeitamente justificáveis. A personalidade da maioria dos personagens fica mais consolidada e marcante. E apesar de Wrath nem de longe lembrar o carrancudo de uma figa do primeiro volume, ele teve boa participação agora e Beth foi para sempre esquecida.

E, caramba! Você não sabe o que esperar. Quando você pensa "- Agora vai!" pode crer que você está errado. Quando pensa "- Mas que diabos! Agora ferrou." estará enganado de novo, meu amigo.

"Nada é o que parece aqui..."
 ...
Isso sim é uma analogia linda!

E quer saber da maior? A protagonista, Bella, é sensacional.

Confesso que o nome dela meio que me fez ter um pé atrás com ela, por causa de Bella's mongolóides anteriores, mas com ela foi o que eu chamaria de "verdadeira limpada de nome".

Ela vive levando um passa fora, é sequestrada, entra no cio e sofre pacas, mas mete a porrada quando é preciso. Durona. Mas não se engane, ela é a personificação da feminilidade. Não dá pra pensar nada diferente sobre ela em momento algum.

Ele é corajosa até o ultimo fio de cabelo. Muito digna. "Uma fêmea de valor" nas palavras de Vishious. Concordo. E ela não desiste fácil do Zsadist e nem olha para os outros irmãozões, ainda que um outro deles esteja interessado nela.

4° - E a capa agora no terceiro volume está muito mais bonita. A série deve estar vendendo bem agora para a editora, por que se dignaram a fazer uma capa extraordinariamente melhor.

Tô reclamando das capas anteriores, não dá qualidade de impressão ok? Tirando as capas, todo o resto é impecável. Livro de qualidade que aguenta fácil umas boas "relidas e emprestadas" sem desmanchar.

Mas tá vendo?
Apesar de todo o meu sono, e de ter prometido apenas três razões para acreditarem em mim para ler o livro eu sai falando pelos cotovelos.
É...
Agora que tô pensando falei demais mesmo. Quem liga?

A coisa é que eu garanto que é um livro excelente. O melhor sobre a Irmandade da Adaga Negra sem sombra de dúvidas.

E não se preocupem as pevertidas de plantão, que o grau do termostato não diminuiu. Temos todos os amassos e algos mais que são a marca registrada da J.R.Ward.
Eu não disse isso antes por que, bem, eu me esqueci. Pra ver como a história é boa. Ou melhor, ficou boa.
Sexo e enredo agora estão equilibrados.

Perfecto;

E por não me deixar dormir querendo saber logo qual ia ser o final da parada, pra saber mais sobre Zsadist e por ter melhorado TANTO desde o primeiro livro, J.R.Ward coloca seu primeiro livro 5 estrelas na minha prateleira. E com toda certeza entre os favoritos também.

__________Citação

"Enquanto caminhava para o centro de treinamento, Phury olhou para john e pensou que, ás vezes, basta um espaço tão exíguo como um fio de cabelo entre dois carros para evitar um acidente mortal. Às vezes, sua vida inteira pode depender de uma fração de milímetros. Ou de um nanossegundo. Ou de uma batida de porta. É o tipo de coisa capaz de fazer alguem acreditar em intervenção divina. Realmente."
(Amante Desperto - p.)
Matta ne!
____________________________________________________________

terça-feira, janeiro 25, 2011

Amante Eterno - J.R. Ward


"Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra.
Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o em um perigo para todos à sua volta.
Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está buscando o amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama..."
_________________________________________________ 

Hoooooooray!
Como vão? Como vão?
Eu tô aqui hoje mas só estou pela metade. A outra metade tá ali na cama querendo desesperadamente dormir. Fui dormir hoje 6:30hrs da manhã. Só por que eu queria terminar esse livro logo para ler a continuação.
XD
Sério. Vou explicar o por quê, então vamos começar.

Primeiramente eu preciso me desculpar com a J.R. Ward. Sim, sim, eu estou me desculpando solenemente por ter zombado dos nomes de seus personagens anteriormente.

Explico.

Quando li o primeiro livro os nomes de seus guerreiros me pareceram esdrúxulos ao extremo. Sério. Lia Wrath, Rhage, Vishious, Thorment, Phury e o melhor de todos Zsadist e pensava WTF?
Mas a autora se explicou devidamente e é por isso que me desculpo. Antes eu pensava que eram apelidos adquiridos depois que se tornavam guerreiros da Irmandade. Tipo para colocar terror e tudo mais, apesar de eu achar essa uma atitude falha, já que eles se chamam o tempo todo pelas iniciais e coisa e tal.
Mas não é.
Só nascem com nomes ridiculos os guerreiros. E é esse nome, mais uma  marca sobre o peito esquerdo, que os define como tal.


Legal néh?
...
Bom, talvez nem tanto.

Mas pessoalmente, me senti melhor com uma explicação e pronto.

Esse segundo volume se centra na história de Rhage, como vocês podem ler na sinopse ali em cima, e de Mary uma humana.

Preciso avisar que esse livro é mil graus mais quente que o primeiro. E ele é proporcionalmente mais vulgar. Um fato impressionante já que no primeiro volume da série J.R. Ward usava a palavra "pênis" em suas descrições do coito. Isso não acontece mais nesse segundo volume. Mas Rhage é de uma sinceridade alarmante e gosta bastante de sexo verbal.

Você me entendeu. Certo?

Ele gosta de falar como vai fazer EXATAMENTE. Quando, onde e como. E quer que a pobre Mary diga também.
XD

Rhage é, provavelmente, o mais bonito dos irmãos. Perdendo talvez para Phury. Mas ele aceita muito bem seus sentimentos e isso é legal. Mas dai vem a mocinha Mary colocando mil empecilhos ridiculos para os dois ficarem juntos. Isso me irrita um pouco, mas néh-
Rhage costuma falar que ela tem olhos de guerreiro e é uma mulher de muita coragem. Pode ser dificil de acreditar no começo, mas ela melhora substancialmente mais para o final do livro.
Mais especificamente depois que aceita seu relacionamento com Rhage.

E eu preciso dizer a razão de querer terminar logo esse volume!
É simplesmente por que o proximo volume conta a história de Zsadist e mesmo agora em Amante Eterno temos uma provinha do que vai ser o volume dedicado ao vampiro mais misterioso da irmandade durante a história de Rhage e Mary. E eu tô com o gostinho de quero mais na boca.

*o*

J.R.Ward melhorou muito do primeiro para o segundo volume, apesar de o nivel de pegação ter aumentado em genero, numero e grau. Eu gostei bastante e fiquei em uma super expectativa louca pelo proximo volume.

Mas eu estou indignada com o tratamento que recebe o Zsadist.
Poxa vida! Até agora ele tem se mostrado um injustiçado que as pessoas julgam sem pensar duas vezes e sem ao menos olhar direito. Nem o irmão gêmeo de Zsadist, Phury, parece conhecê-lo um pouquinho.

"Meu irmão gêmeo não está triste ou confuso. Ele está destruído."
Isso é Phury falando sobre Zsadist.

Mas eu sei que ele não sabe da  missa um terço. Tô louca para começar logo Amante Desperto.
*----------*

Eu adorei o volume. Recomendo continuar tentando com a irmandade por que vai ficando mais divertido, mais complexo, mais apaixonante. Ler a visão dos vilões continua sendo um pé no saco, mas todo o resto vale a pena.
4 estrelinhas, por quê J.R. Ward quase se esqueceu dos seus dois primeiros protagonistas. Wrath aparece com pequena frequencia, mas Beth só apareceu 2 vezes na história inteira.

Qual é? E se alguem se apega aos personagens?

________Citação


"- Droga, você criou um vinculo com ela - Wrath passou a mão pelo longo cabelo. - Pelo amor de Deus... Você acabou de conhecê-la, meu irmão. 
- E quanto tempo você levou para marcar Beth como sua? Vinte e quatro horas? Ah, claro, esperou dois dias. Sim, ainda bem que levou um tempo pensando no assunto." 


"Bem. Se não posso tê-la, então, eu me dou inteiro para você. Pegue tudo de mim, uma parte, um pedacinho só, o que quiser. Mas, por favor, fique com alguma coisa."
(Amanter Eterno - p.249)

GENIAL RHAGE. E piégas.
X'D

Ja ne!
__________________________________________________________________________________

sexta-feira, janeiro 21, 2011

A Menina Que Roubava Livros - Markus Zusak


"Quando a morte conta uma história, você deve parar para ler."
___________________________________

Sim, como todos devem ter percebido, esse é um livro narrado pela Morte. Mas, de  uma forma inusitada e interessante, a morte a qual conhecemos não é de forma nenhuma cruel, seca e distante. Ao contrário até. Ela é sensivel, e transborda sentimento. E curiosamente ler a visão da morte, te faz pensar em gentileza.

No primeiro paragrafo do livro se lê assim:

EIS UM PEQUENO FATO
Você vai morrer. 

Em um livro que é narrado pela morte, não é uma constatação muito brilhante. Até que logo abaixo a Morte abre novo parentese:

REAÇÃO AO FATO SUPRACITADO
Isso preocupa você?
Insisto - não tenha medo.
Sou tudo, menos injusta.

A Morte se preocupando com o que você sente? Seus medos e suas preocupações?
Se isso, não é capaz de tocar seu coração e mostrar como a sensibilidade da morte nos é apresentada logo na primeira página, há ainda outra tentativa:

UM ANÚNCIO TRANQUILIZADOR
Por favor, mantenha a calma, apesar da ameaça anterior.
Sou só garganta...
Não sou violenta.
Não sou maldosa. Sou um resultado. 

E mesmo que ela não toque mais tão diretamente no assunto, você lê a versão aos olhos da Morte sobre a vida de uma garotinha, e as coisas que acontecem com a própria morte nesse periodo, e vai se descobrir solidário com a Morte.

Te juro!

E novamente apesar de não dizer isso diretamente, ela parece estar exausta de fazer o que faz, mas não há saída.

 "O ser humano não tem o coração como o meu. O coração humano é uma linha, ao passo que o meu é um circulo, e tenho a capacidade interminável de estar no lugar certo, na hora certa. A consequencia disso é que estou sempre achando seres humanos no que eles tem de melhor e de pior. Vejo sua feiura e sua beleza, e me pergunto como uma mesma coisa pode ser as duas. Mas eles tem uma coisa que eu invejo. Que mais não seja, os humanos tem o bom senso de morrer."

A morte conta a história de uma menina chamada Liesel Meminger, que se passa durante a Segunda Guerra Mundial mais especificamente de 1939 a 1945. A história dessa menina, é uma das poucas histórias que a morte permite que a distraiam enquanto ela trabalha. 
E vai distrair você também. E vai emocioná-lo. E vai fazer você chorar.
Sim, foi exatamente o que a história fez comigo.

Apesar de a Morte antecipar cada acontecimento do livro antes de você ler final, te dizendo o que acontece com cada personagem antes de você terminar de ler o pedaço da história que cabe a ele, o momento final e orquestrado completamente pela visão da ceifadora enquanto vê a menina. Ela estava lá e te conta como foram as coisas que ela mesma viu.

E eu chorei litros.

"Tive vontade de lhe perguntar como a mesma coisa podia ser tão medonha e tão gloriosa, e ter palavras e histórias tão amaldiçoadas e tão brilhantes."

A verdade é que você se apaixona por todos os personagens pelos quais a história quer que você se apaixone e você odeia os que a história quer que odeie.
Você assiste o sofrimento deles e sente a mesma ansiedade. Espera pelo pior sentado ao lado da menina na rua Himmel, 33.

Eu adoro quando o livro me passa os sentimentos com força. Como um soco na cara. Enquanto você lê, os sentimentos dos personagens são os seus e você está na história.
Era assim que todo livro deveria ser.
Mas só esbarro com alguns assim. E mesmo assim muito de vez em quando.

E tem uma outra grande beleza nesse livro.

Esse livro é completamente de ficção. A história não aconteceu na realidade da Alemanha Nazista. Tudo isso veio completamente da cabeça do Autor. Mas ele ambienta os fatos de forma extraórdinária. Tanto que, se você já leu outros livros biográficos ou não sobre histórias que se passam nesse mesmo periodo, você não vê diferenciação.

O medo está lá. A indignação está lá. A vergonha está lá. E principalmente os fatos estão lá.

 Você olha para aquilo tudo com o mesmo ceticismo e indignação que você olharia para uma história real, que tenha acontecido de verdade.

e conseguir levantar seus sentimentos é principalmente a coisa mais extraordinaria desse livro. Mas não é um sentimento apenas. São vários sentimentos que transbordam de você ao mesmo tempo.

Desde o ódio pelo Führer, até a compaixão pelo amor fiel de Rudy Steiner, o tomador de decisões na infância, você é o tempo todo assomado por uma profusão deles.

É um livro que eu não tenho como recomendar mais. E ainda por cima é daquele tipo que você tem que parar de ler toda hora por que quer anotar uma citação. É divertido e engraçado também.

E por ser tudo o que tem que ser, ganha 5 estrelas. E menção honrosa nos meus favoritos.
*o*

            Citação

"Cabeça baixa. Mãos no bolso. Para sempre. Amém."

UMA ÚLTIMA NOTA DE SUA NARRADORA
Os seres humanos me assombram. 

Matta ne!
____________________________________________________________

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Meme Literário - Todo Dia é Dia do Leitor!

__________________________________________________________________________________
Horaaaaay Guys!
O Blog foi indicado pelo Addictive World para fazer esse meme super legal! É o primeiro meme do Blog, por isso ele é muito especial.
XD

Obrigada Lary! *o*

Vamos as regras:
  • Responder quatro perguntinhas.
  1. Quando e como se tornou um(a) leitor(a)?
Acho que posso dizer que foi antes de aprender a ler. Quando se pega as revistinhas da Turma da Mônica do Mauricio de Souza para ver as imagens e tentar descobrir qual é a história que se conta ali?
Ter uma daquelas revistinhas nas mãos e querer loucamente saber suas histórias, fazer minha mãe lê-las para mim antes de eu dormir, ou me contar as histórias dos irmãos Grimm indefinidamente, até ela dormir e eu continuar contando as histórias da maneira "certa". 
Meu pai acha um absurdo gastar qualquer centavo com livros, mas minha mãe é uma leitora compulsiva, do tipo que tem sempre que ter QUALQUER COISA por perto para ler. Seja jornal, revista, livro ou o que for. Então o incentivo dela, mais a sorte de ter estudado em uma escola com uma biblioteca muito boa fizeram de mim uma pessoa com enorme gosto por livros.

 2. Lembra do primeiro livro? Se lembra, diga qual. 
Infelizmente, não me lembro. Tenho a sensação de que pode ter sido algum da coleção vagalume, mas minha memória não é realmente boa. 

3. Como todo dia é dia do leitor, quanto tempo de leitura diária? Quando e onde costuma ler?
Como ler é o meu principal hobby, leio em qualquer intervalo de tempo que tenho. Dentro dos ônibus, do metrô, nos intervalos da faculdade, esperando meu pai me pegar, esperando alguém chegar, durante o almoço ou fazendo um lanche, antes de dormir... 

4. Leitura do momento?
A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak
Harry Potter e a Pedra Filosofal - J.K. Rowling
A Hospedeira - Stephenie Meyer
  • Indicar 7 outros blogs para ganhar esse selo também.
     
          Sabrina do blog Cappuccino Literário.
          Fran do blog Insight
          Fabbe do blog Antropofagia Literária 
          MáH do blog Resenhando 
          Juliana do blog Titulos de Livros
          Ana Paula do blog True Insights
          Plift do blog Letras, escritas, palavras(...) 

Matta ne!
___________________________________________________________________________________

segunda-feira, janeiro 17, 2011

Desafio Mágico - 7 livros - 7 meses!


___________________________________________________________________________________

Horaaaaaaaay
Como vão vocês mochileiros?
Tudo muito bom, tudo muito bem?

Eu vim fazer um post rápido e muito explicativo e um convite. Não, um convite não. Uma intimação;
Isso mesmo.

Pessoas de bom gosto, esse desafio foi proposto pela Bell do blog Nem Um Pouco Épico, o qual eu indico desde o primeiro dia de vida do Lendo Mentes, naquela barrinha que fica aqui a esquerda intitulada "Atestado Nerd de Qualidade".

Não viu? É sua oportunidade de conhecer trabalhos de primeira. Visitem os blogs que estão lá. Ninguém vai se arrepender!
Ou ninguém de bom senso vai se arrpender, como você preferir.

Mas o desafio é o seguinte, segundo o próprio NUPE (como é carinhosamente chamado) diz:

"RELER TODOS OS LIVROS DE HARRY POTTER 
ATÉ QUE A SEGUNDA PARTE SEJA LANÇADA!"

Eu mais do que depressa aceitei o desafio assim que o vi, por que é minha desculpa e a oportunidade de rever os velhos amigos com quem vivi tantas aventuras e com quem passei os ultimos 11 anos da minha vida, Harry Potter, Hermione Granger, Rony Weasley e tantos outros.

Vai ser mágico. Vocês deviam vir também!

Quem quiser participar, é só fazer uma visitinha ao NUPE clicando na imagem que também está na barrinha a esquerda a mesma com a que inicio o post, que será direcionado diretamente para a página do desafio. Comentem e participem! Vai ser ótimo.

E vou ter o super prazer de resenhar Harry Potter por aqui.
*-----------------------------*
Já disse que é simplesmente a coisa que mais sei no mundo? Falar sobre o Harry para mim é tão fácil quanto respirar!!!

Não vejo a hora.

Matta ne!
___________________________________________________________________________________

sábado, janeiro 15, 2011

Editora UnderWorld - Livros de qualidade e boas histórias!

__________________________________________________________________________________
É com grande prazer e indescritivel satisfação que faço esse post. O Blog agora tem uma parceria com a Editora Underworld - E eu não poderia ter sonhado com uma parceria melhor para começar.


A editora é jovem, mas sua principal preocupação são seus leitores, seu público.

E para atender a esse público, tem a proposta de trazer aqui para o Brasil os melhores Best Sellers internacionais. Eu não exigiria menos do que isso e vocês se tem bom senso pensam da mesma forma que eu.

A preocupação com seus leitores é tão grande, que a editora nos permite opinar em seu trabalho. A qualquer momento em que entramos no Twitter, Blog ou Site da editora nos deparamos com a pergunta: "O que você prefere?" Em algum tipo de enquete.
Isso quando não nos exultamos ao descobrir que a editora publicará em nosso idioma mais um BestSeller, mais uma série de sucesso, mais um trabalho maravilhoso.

A editora leva nossa opinião em conta. Faz mudanças, se achar necessário. Quantas editoras você vê por ai com tanto respeito por seus leitores? É um trabalho feito com carinho e com confiança, por gente preocupada em fazer um trabalho decente!

Enquanto vocês pensam e levam isso em consideração, vou dar mais um motivo para se venerar uma editora de trabalho tão sério e impecável: Suas capas!

Esqueçam o material de primeira utilizado. Esqueçam a qualidade maravilhosa da impressão e da finalização. Esqueçam por um momento (essa é a mais dificil!) que dentro de cada um desse livros existe uma história sensacional. Então vejam, primeiramente, apenas as capas. Depois pensem nas histórias:

Sinopse
"Sussurros de uma garota apaixonada apresenta Brooke Watson, uma novata na Universidade de Stanford. Brooke não queria saber nada de garotos, apenas queria se concentrar nos estudos e ser uma boa médica no futuro. Danny Garcia entra em sua vida, um garoto arrogante que a maioria das pessoas da Universidade detesta. Ele é morto por um Serial-Killer do campus e Brooke é a única que consegue vê-lo. Eles se detestam, mas deverão trabalhar juntos para descobrir quem é o assassino que está matando meninos no campus da Universidade.

E mais uma vez o amor ultrapassa os limites da morte..."
____________________________________________________________

Sinopse
"Zara White suspeita que um cara estranho esteja meio que a perseguindo, de um modo bem compulsivo e obsessivo. E ela também tem uma obsessão... por fobias. E é bem verdade que ela não é mais a mesma desde que seu padrasto morreu. Mas precisava ser exilada no Maine, para morar com a avó ? Isso já parece um pouco extremo, não ? No entanto, foi uma atitude tomada com o suposto propósito de fazer com que Zara mantenha sua sanidade... porém, ela está bem certa de que o verdadeiro problema é que sua mão não consegue lidar com ela nesse momento. Zara não poderia estar mais errada. Acontece que o cara que meio que a persegue não é um produto da sua imaginação. Na verdade, ele ainda a está seguindo, deixando para trás um misterioso rastro de poeira dourada. Algo não está certo - algo não humano - nessa cidadezinha estagnada no Maine, e todos os sinais apontam para Zara. Neste romance sinistro e cativante, Carrie Jones nos presenteia com uma boa dose de romance e suspense, além de no apresentar uma criatura que nunca havíamos pensado que deveríamos temer."
__________________________________________________________ 

Sinopse
"Bem – vindo a Morganville, Texas. Apenas não fique fora após o escuro. A estudante do primeiro ano da faculdade Claire Danvers já teve o suficiente da sua situação de pesadelo no seu dormitório, onde as meninas populares nunca a deixam esquecer exatamente que lugar ela ocupa na cena social da escola: algum lugar abaixo de zero. Quando Claire vai pra fora do campus, a imponente casa antiga que ela encontra um quarto pode não ser muito melhor. Seus novos colegas de quarto não mostram muitos sinais de vida. Mas eles vão proteger Claire quando os segredos mais profundos da cidade virem a tona, famintos por sangue fresco."
___________________________________________________

E se tudo isso ainda não foi o suficiente para convencê-los, em breve teremos as resenhas deles por aqui. E a editora tem um catálogo enorme, de muitos outros títulos e gêneros. Vale a pena.

A visita ao site da Editora UnderWorld é uma viagem sensacional por muitos mundos. Do tipo que só bons leitores sabem fazer.

E fiquem de olho no site da Loja Estronha, onde sempre tem super promoções com bons preços, kits com marcadores de páginas, camisetas, sacolas e afins.

Não tô dizendo que vale a pena? Corre lá!

Matta ne!
__________________________________________________________________________________

sexta-feira, janeiro 14, 2011

The Big Bang Theory - A ascenção dos Nerds!

__________________________________________________________________________________
Inaugurando uma nova area para o blog eu venho em grande estilo falar sobre uma das melhores, se não a melhor, série já produzida para Tv. E digo que venho em grande estilo por que ao falar de TBBT eu abro espaço para falar sobre outras duas séries que pessoas com um Q.I. considerável deveriam ver também.

Você duvida?

Para comprovar meu argumento a cima, eu vou informar-lhes que os criadores da série The Big Bang Theory são, nada mais nada menos, que Chuck Lorre (de Two and a Half Men - chamada de "Dois homens e meio" aqui no Brasil) e Bill Prady (de Gilmore Girls - chamada de "Tal mãe, tal filha" aqui do lado brasuca).

E se somente a união de dois Deuses da criação não é suficiente para convencer você a assistir a série, vou divagar mais um pouco te dando mais alguns motivos, mas só por que eu tenho tempo. Pois saiba que você é um ser biltre que deveria ouvir os conselhos das pessoas. Especialmente os meus.

Em todo caso, se você se diz Nerd em qualquer grau eu espero sinceramanete que no minimo tenha ouvido falar das três séries citadas anteriormente. O humor imbátivel de Two and a half men e o diálogo rápido, ferino e inteligente de Gilmore girls foi o que deu origem a TBBT. Jogaram um bocado de acurácia cientifica e - Voilá! - é Nirvana para os verdadeiramente Nerds.

A série Gilmore Girl já está completa com suas sete temporadas e Two anda a Half Men está na setima temporada e ainda tem muito folego.

Se nunca ouviu falar de nenhum deles você não é um Nerd. Você é um ser rastejante e sub-humano e precisa dar um jeito na sua condição já!

Ou Pedobear vai pegar você!

Falando sério;

The Big Bang Theory conta a história de quatro amigos nerds e cientistas - Sheldon Cooper e Leonard Hofstadner - que dividem um apartamento e passam a conviver com uma nova visinha chamada Penny. Penny é bonita, sonha em ser atriz mas trabalha em uma loja chamada Cheesecake Factory.

Sheldon e Leonard são fisicos muito inteligentes e sempre estão com seus dois amigos da universidade CALTECH onde trabalham desenvolvendo pesquisas, Howard e Raj. Quando estão juntos eles se divertem com o maior arsenal de parafernalha nerd de que se tem noticia. De palavras cruzadas em Kligon a maquinas do tempo compradas com lances no E-bay.
E ai chega Penny. Ela se muda para o outro apartamento do corredor e se torna o alvo do amor de Leonard. Ela imediatamente se vê no meio de um mundo ao qual não pertence, pois Penny gosta de Beyoncé, não terminou o ensino médio, gosta de baladas e de caras sarados. E Sheldon, Leonard, Raj e Howard são Nerds!

Mas dai que a história se desenrola.

O seriado é cheio de referencias Nerds, é inusitado, muito engraçado e com uma pitada de romance, por que Nerds também amam.

E amam melhor, devo acrescentar.

Cada episódio tem cerca de 20 minutos de duração e a série está no meio de sua quarta temporada agora. E foi confirmada por mais 3 anos. \o/
Vale a pena cada segundo.

O tema de abertura é genial. Se chama "The History of Everything". Foi escrito e gravado pela banda canadense Barenaked Ladies e conta a história do inicio do universo e do desenvolvimento da humanidade até os dias atuais. Você pode ouvi-la aqui.

Como janeiro é mês de férias, dá pra correr e baixar os episódios e colocá-los em dia. Garanto que é diverção na certa.

Fala sério? Com a mistura do humor de Chuck Lorre, as tiradas inteligentes de Bill Prady, uma pitadinha de acurácia científica e muitos clichês, The Big Bang Theory é sem dúvida um pequeno achado.

Como diria Spock:
"Vida longa e próspera!"

E para os afortunados que assistirão The Big Bang Theory e aos dignissimos que já assistiram:
Bazinga!

_____Citações Especiais do Sheldon

"- Sim, isso quer dizer que você faz parte da desilusão cultural em massa de que a aparente posição do sol em relação as constelações na hora do seu nascimento afeta sua personalidade de alguma forma."

"- Ah, gravidade, tu és uma vadia sem coração."

"- Eu acredito que você tem tanta chance de transar com a Penny quanto o Telescópio Hubble descobrir que no centro de todo buraco negro existe um homenzinho com uma lanterna procurando por um fusível."

"- Não, eu não vou pedir a ele que escolha entre sexo e jogar Halo 3. Até onde eu sei, sexo não foi atualizado para incluir gráficos de alta qualidade e melhorias no sistema de armas."

"- Eu não chuto. Como cientista eu chego a conclusões baseadas em observação e experimentação."

"- Engenharia: onde os nobres semi-hábeis trabalhadores executam a visão daqueles que imaginam e sonham. Olá, Ooompa-Loompas da ciência."

"- A essência do costume (de dar presentes de Natal) é que agora eu tenho que sair e adquirir um presente de valor equivalente que representa o mesmo nível de amizade representado pelo presente que você me deu. Não é de estranhar que as taxas de suicídio aumentam nessa época do ano."

"- Desculpe, café está fora de questão. Quando eu me mudei para a Califórnia, prometi a minha mãe que eu não começaria a usar drogas."


XD
Matta ne!
_________________________________________________________________________________

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Calafrio - Maggie Stiefvater


"Nunca tive medo dele. Era grande o bastante para me arrancar do balanço, forte o bastante para me derrubar no chão e me arrastar para o bosque. Mas a ferocidade de seu corpo não existia em seus olhos. Eu me lembrava de seu olhar, de cada tom de amarelo, e não podia ter medo. Sabia que ele não me faria mal. Eu queria que ele soubesse que não o machucaria. Esperei. E esperei. E ele também esperou, embora eu não soubesse o quê. Eu sentia que era a única a estender a mão. Mas ele estava sempre lá. Me observando observá-lo. Nunca nem um pouco mais próximo de mim, mas também nunca mais longe. E assim tudo continuou igual, por seis anos: a presença alarmante dos lobos no inverno e sua ainda mais alarmante ausência no verão. Eu realmente não pensava no tempo. Pensava que eram lobos.
Apenas lobos."
_________________________________________
  

Hooooorey!
Parece que eu vivi uma vida inteira desde que estive aqui! Tanta coisa acontecendo na minha vida pessoal, um novo ano começando e com ele novos sonhos... Mas estou apenas divagando!
Vida pessoal a parte, queria fazer uma pergunta: "- Algum de vocês sabem por que usamos a aliança de compromisso no quarto dedo da mão?"
Pan, Pan, Pan!

Baaaabaquices a parte, eu terminei agorinha Calafrio.
E tô pé da vida aqui. Puxa vida! Eu adoro literatura sobrenatural com muitos seres misticos e coisas que estão absolutamente fora da minha realidade. Mas, mas- MAS!
Por que diabos narrativas tão cansativamente arrastadas tem que entrar na moda também? Livro excessivamente descritivos me cansam!

Levar tanto tempo para concluir um livro tem me frustado tanto, que eu acabo descontando em outras coisas que não tem culpa de eu ter comprado histórias chatas.

Mas, vamos lá.

Calafrio conta uma história de amor - Sim, outra. - entre Sam e Gracie. Sam é um lobo e Gracie uma garota excessivamente pragmática. E a história de como os dois se apaixonam, apesar de ele ser um lobo e ela uma humana, é realmente muito bonita.
Mas como também é comum em romances, que não teriam razão de serem escritos se o casal não fosse de alguma forma atormentado e os dois bem, tem que lutar para ficar juntos.

Nenhuma novidade. Até aqui, por que a história tem novidade.
Sim, podem saltitar serelepes.

Primeiro: Gracie é simplesmente uma garota incrivel. Sério, isso é inédito desde Hermione Granger. Ela é super focada, interessante e corajosa. E apesar de ser obsecada por Sam, como acontece em TODO romance, ela não é completamente dependente dele como as outras por aí.

Segundo: Ãããnh...
Peraí...

Poxa vida! Não consigo me lembrar de nada mais interessante.
XD
Ah! Perai, lembrei.

Em segundo tem o Sam. Ele não faz o meu tipo bad boy. E ele não é brilhante e todas as malditas vezes em que a autora fez ele compor ou ler poesia, ou imaginar poesia e composição... Argh!
Me encheu o saco. Muito mesmo. Mas ele é um cara legal apesar de ser triste. Não triste como um emo, mas triste. E um cara com uma história de vida como a dele ainda ser capaz de amar e mais do que isso tentar se agarrar a uma humanidade que não pertence a um lobo... Bem, é incrivel.

E eu larguei o livro e voltei a largar. E larguei de novo. E decidi terminar a tortura de uma vez por que ganhei muitos livros de natal e quero tentar a sorte com os outros.

Eu quiz tanto esse livro! Li o titulo e pensei "UAU". E gostei da capa também. E a história é bem diferente do que eu tenho lido por aí mas me cansou. Não me conquistou. E apesar de ser uma trilogia e de a história ter deixado bastante arestas para sua continuação, eu não estou nem um pouco interessada em sua sequencia.

Vou comprar muitos outros livros antes de me preocupar em continuar com a história de Sam e Gracie. E vou ler os milhares que tenho aqui antes de comprar outros livros. Vou provavelmente ler Calafrio de novo antes de ler sua sequencia, por que vou ter esquecido a história até lá.

O que me irritou mais em Calafrio, foi o mesmo que mais me irritou em Halo. A história tinha tudo para ser muito boa. No caso de Halo, se tivessemos outro protagonista. No caso de Calafrio, onde vemos o ponto de vista tanto de Gracie quanto de Sam, o que salvaria o livro seria uma narrativa completamente diferente da usada.

Algo mais parecido com Rick Riordan e menos parecido com José de Alencar.

Ou, se preferir uma analogia entre filmes, assistir Harry Potter e as Relíquias da Morte ao invés de Crepusculo.

O quê? O filme de Crepusculo é horrivel! E não me venha falar que o Robert Pattison é bonito e sei lá mais o que. Ele não é o Edward Cullen. Tenham bom senso. Ele é só um homem  feinho que se maquia igual uma boneca.

Por quê eu tô falando de Crepusculo em um post de Calafrio? Há muito mais entre os dois do que se supõe.
Na capa de Calafrio tem a pequena merchan : "Se você é fã de Crepusculo, vai amar Calafrio." Do The Observer.

Malditas caraminholas, Batman!

Eu vejo o lado ruim da coisa e depois digo: Eu gostei!

Mas eu já tinha falado para vocês que eu sou mulher de malandro. A droga do livro não é empolgante, e depois que eu terminar essa resenha ele vai deixar de ser uma preocupação na minha vida. Vou virar a página e seguir em frente.
Ele foi uma distração por um tempo, depois de tornou uma encheção de saco, mas é isso ai. Nada extraordinario ou maravilhoso, daquele jeito que te deixa maluquinha pela sequencia.
Morno.

E como tudo o que é morno, ganha  3 estrelinhas.

              Citação 

“Meu lobo hesitou na beira da floresta, a luz fraca da varanda pegando seus olhos. 
Ele ainda estava olhando minha silhueta através da porta.
Eu pressionei minha palma contra o vidro.
A distância entre nós nunca pareceu tão grande.”

Ja ne!
__________________________________________________________________________________

segunda-feira, janeiro 03, 2011

RETROSPECTIVA LITERÁRIA 2010

_________________________________________________________________________________
Essa retrospectiva foi proposta pela Angélica Roz do Blog Pensamento Tangencial. Ela é uma fofa e o blog dela é ótimo!
Visitem, visitem!
 Mas vamos ao que interessa e a retrospectiva; Foi divertido fazê-la, apesar de descobrir que preciso dar um jeito de variar mais meu gosto literário.
 XD
 __________________________________________________________________________________
O livro infanto-juvenil que mais gostei:
O Pequeno Principe; 


A aventura que me tirou o fôlego:
Percy Jackson e o Ladrão de Raios - Eletrizante do inicio ao fim.


O terror que me deixou sem dormir:
Drácula; - Bram Stoker - O máximo que li sobre literatura de horror. XP
O suspense mais eletrizante:
Não Houve! D:

O romance que me fez suspirar:
A menina que roubava livros; - O amor de Rudy Steiner por Liesel Meminger.
 

A saga que me conquistou:
Harry Potter; - Não apenas em 2010 mas Para Sempre.


O clássico que me marcou:
A Moreninha - História linda, linda. Eu chorei. ;D


O livro que me fez refletir:
A Cabana; Apesar de ser ficção, o livro tenta te passar uma mensagem muito bonita.

O livro que me fez rir:
O guia do mochileiro da galáxia - Humor No sense. Adooooooro;



O livro que me fez chorar:
A arte de correr na chuva; "O carro vai para onde vão seus olhos". MUITO recomendado.



O melhor livro de fantasia:
Como treinar o seu dragão; Só o filme é sensacional. Imagina o livro?

O livro que me decepcionou:
Beijada por um anjo; Urgh! Diarréia estratosférica no ventilador!


O(a) personagem do ano:
Aphrodite da série House Of Night; - Eu tenho acompanhado a personagem desde o primeiro livro da série, visto seu crescimento de perto e me apeguei. É por causa dela que leio a série hoje em dia e por quem eu mais torço em qualquer uma das séries que acompanho. E ela é sensacional! Nada das supermongolóides de costume. Aphrodite é forte, determinada e atualmente tem o coração no lugar. Espero que a P.C. Cast e a Kristin Cast cuidem muito bem dela. E não acabem a tornando uma personagem tão ruim quanto a Zoey. XD

O(a) autor(a) revelação:
Acho que vou ficar com Eduardo Spohr, por que ele foi um Brasileiro que se destacou e conseguiu emplacar seu livro dentre os mais vendidos de ficção. Uma  colocação sensacional.
Ainda não li A batalha do Apocalipse, mas já o comprei e é meta para ler em 2011; 
O melhor livro nacional:
 A batalha do Apocalipse fica com a colocação de melhor livro nacional do ano por que, apesar de eu não tê-lo lido ainda, ele ficou em excelente colocação entre os mais vendidos de ficção e foi o único de um autor brasileiro que eu realmente quis ter esse ano.


O melhor livro que li em 2010:
 Foi Percy Jackson e o Ladrão de Raios, sem dúvidas.
                                                
 _________________________________________________________________________________ 


Foi mesmo muito divertido!
XD

Matta ne!
__________________________________________________________________________________