quinta-feira, outubro 27, 2011

Despertada - P.C. Cast e Kristin Cast



"Exonerada pelo Conselho Supremo dos Vampiros e retornando a sua posição de Grande sacerdotisa da Morada da Noite de Tulsa, Neferet jurou vingança contra Zoey. Seu dominio sobre Kalona é apenas uma das armas que ela pretende usar. Mas Zoey encontrou um santuário na Ilha de Skye e está sendo protegida pela Rainha Sgiach, que espera que ela possa assumir o reinado. Tornar-se rainha seria legal, não seria? Por que ela deveria retornar para Tulsa?
Depois de perder Heath, seu consorte humano, Zoey nunca mais será a mesma - e seu relacionamento com o supersexy guerreiro Stark pode também nunca mais ser o mesmo. E Stevie Rae e Rephaim? O Raven Mocker se recusa a ser usado contra Stevie Rae, mas que chances ele tem quando ninguém no mundo, incluindo Zoey, estaria feliz com este relacionamento? Ele deve trair seu pai ou seu coração?
No emocionante oitavo livro da série House of Night até onde irão os vinculos da amizade e quão forte são as amarras que prendem o coração de uma garota?"
__________________________

Eu estou de muito bom humor. Minha ressaca literária finalmente passou e pude ler alegremente de novo sem sentir que eu estava morrendo a cada página.
Sério. Quando bate a ressaca literário, até mesmo Tolkien se torna péssimo. Não dá!
>_<
Es-quisitices a parte, me deu vontade de ler de novo e eu quis começar com alguma coisa leve, do tipo que eu não levo a sério. Então a escolha ficou muito fácil: House of Night, por que não?

Esse livro tá aqui a séculos e eu não dava o carinho necessário a ele.

Pior para mim. É o melhor da série!

#ruflemostambores

Verdade. Eu juro!
...
Não me olhe com essa cara de desdém!

Sei o quanto parece que estou enganando vocês, por que, se você chegou até aqui, quer dizer que você sabe o quanto essa série é HORRIVELMENTE enrolada e boba. Para dizer o minimo. Mas sério, esse é o melhor livro da série até agora.

Zoey continua enfrentando todos aqueles zilhões de problemas de sempre, em tipo, umas 36 horas com seu bando de amigos com poderes coloridos e coisa e tal, tipo em um episodio de Capitão Planeta. Ou Power Rangers, o que você preferir.
Mas o tudo igual acaba ai.


Zoey não é mais uma vagabunda louca, já que o Stark é mais do que suficiente para apagar aquele fogo todo dela. Aliás, ele é suficiente para apagar o fogo do mundo todo! Minha gente, o que é esse Stark?
*O*
Eu já adorava o personagem antes, agora ele é simplesmente TUDO de bom! Eu, no lugar da Zoey, não tinha perdido tanto tempo com um monte de idiotas como o Erick e o insuportável Heath. Não mesmo.
Stevie Rae ainda anda toda enrolada com todas aquelas questões de estar carimbada com um Raven Mocker, mas ela age como a Stevie Rae de antes de morrer e desmorrer, o que deixa ela com muito mais fibra! E ela voltou a ser encantadora, como antes. Isso foi algo que me deixou muito feliz mesmo.

O bom desse volume, além do ritmo alucinante dos acontecimentos te obrigarem a uma leitura frenética, é que ele finalmente mostra muito amadurecimento dos personagens. Zoey se tornou uma protagonista melhor, o que prova que ela esta mesmo melhor sem o Heath. Stevie Rae voltou a ser a minha personagem feminina favorita, talvez por que Aphrodite não tenha aparecido tanto nesse livro. ISSO é uma coisa da qual eu tenho que reclamar. COMO ASSIM a Aphrodite não apareceu um tantão de vezes para me fazer feliz!
T__T

Fiquei magoada.

É claro que a série não perdeu sua marca registrada de ser uma enrolação sem fim e mostrou muita coisa desnecessária, mas do que eu estou reclamando? Tudo está finalmente se encaminhando para algum lugar e um pouquinho das coisas começa a ser explicada de verdade.
Tipo, como assim todo mundo faz TANTA vista grossa para a Neferet?
Ela aparece e alguém morre. Ela faz, acontece, normalmente na frente de TODO MUNDO e MESMO ASSIM ela continua tendo um monte de gente cheirando o rabo dela alegremente?

E ela surtou mesmo nesse volume. Agora que ela tá ficando do tipo histérica. Mais assustadora do que nunca. E honestamente, ler o ponto de vista dela é para sentir nojo. Não sei se essa série é considerada para faixa etária dos adolescentes (falando sério, ela na maioria das vezes é tão idiota que eu me pergunto se crianças achariam graça nisso - ¬¬) mas ficou meio pesado demais.

Tipo, eu imagino fãs de Crepúsculo lendo Despertada. Aliás, depois de ler qualquer volume de House of Night onde a protagonista não segura a periquita... Aliás, onde ninguém segura nada. \o/
Tãããão diferente da filosofia de Crepúsculo onde as pessoas se casam virgens!
Fã de Crepúsculo lendo House of Night:

 Bom.
O que estou dizendo!
Crepúsculo nem é tão ruim. Aliás, minha opinião sobre o livro se resume a uma imagem:


E serei crucificada em 4... 3... 2...
X'D

Morro de dó, mas nem ligo.

Continuando.

Agora que estou pensando, nada de realmente significativo acontece nesse volume. Ele é mais um monte de resoluções de problemas pessoais, Zoey tentando fugir das suas responsabilidades, um pouquinho de brilhos e efeitos especiais patrocinados por uma Deusa, mais alguns personagens virando humanos e coisa e outros partindo para o mundo do além e coisa e tal.

É, também tem muita morte. Aliás, umas mortes bem desnecessárias. Mas essa é a vida. Ou a ficção. Sei lá.

Mas é um livro muito legal mesmo. Interessante para se dizer o minimo.
Teve uma coisinha de nada que me irritou MUITO, MUITO, MUITO no final, mas isso é um problema pessoal meu com a história e sei de gente que deve ter adorado.
Eu odiei. Muito.

Bom, deixe-me ver o que mais...
...
...
Erm, bem. Não sei o que mais!

Acho que pode ser um pouco da minha empolgação por querer voltar a ler que pode ter me feito ler Despertada com tanto entusiasmo. Mas, e daí?
O livro é uma ótima distração e para os padrões esperados dos livros de House of Night este está ÓTIMO!
*-*

Leiam, nem que seja pelo maravilhoso Stark. Ou, se você preferir, pelas belas descrições das moças. Sei lá, você pode ser estranho.
E, por favor, ignore toda a baboseira exotérica pela qual P.C. Cast e sua filha nos fazem passar durante a história. Elas devem fumar uma erva pesada para enfiar tanta coisa esquisita na história.

No mais, 5 estrelas! \o/
Por que eu realmente me diverti com esse.

Mas sem grandes pretensões e sem ser um livro para ser levado a sério, ok?
_____________________________________________

__________Citação

" Aphrodite arrancou o IPhone da mão de Stevie Rae.
- Veja bem. Nós não temos tempo para ficar andando nas pontas dos pés por causa dos sentimentos de Zoey. Ela precisa vestir as suas calcinhas de Grande Sacerdotiza e lidar com isso como gente grande."
( Despertada - p.150)

Ja ne!

___________________________________

3 comentários:

  1. Aaw, que bom! :3
    Também sou deste jeito. Faz acho que um mês que saí da minha, mas como estou lendo o Volume Único de Nárnia, tecnicamente não li muitos livros desde então. Este mês inteirinho somente lendo este livro, há dois dias terminei A Cadeira de Prata, e agora crio coragem para ler A Última Batalha ;; Não quero que acabe, e tenho medo do final me deprimir... O final de A Cadeira de Prata me deixou, de alguma forma, mimimi. Mas a lista de livros à ler é grande e eu preciso terminar Narnia! ^^
    Também me magoa muito quando meus personagens favoritos não aparecem muito em certos volumes! ㅠ﹏ㅠ
    Eu abandonei a saga Crepúsculo na metade do primeiro livro (ノ◕ヮ◕)ノ*:・゚✧
    Citação um tanto quanto... exótica?

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li oitavo livro da série, mas pelo que você disse parece ser fantástico!
    Adoro a série House Of Night, e estou esperando o preço abaixar um pouco pra poder compra-lo. Estou mega entusiasmada agora! *-*

    ResponderExcluir
  3. Sem dúvida, é o melhor livro da série!
    Concordo com praticamente tudo que você disse, de ser uma séria meio boba e tudo mais, mas como os livros são gostosos de ler, né? Dá pra rir, distrair a cabeça... Já estou lendo o 'Destined' na internet... vamos ver o que dá!

    ResponderExcluir